domingo, 31 de janeiro de 2010

falta*

sabe aquela história de ter saudade do que nem viveu? eu nunca acreditei muito nisso, sabe? 'tenho saudade do que nunca vivi' sempre me pareceu uma bela desculpa pra se ficar deprimido. mas eu estava lendo um texto esses dias e fiquei pensando. não é só uma bela desculpa, é a pura realidade, é a causa da maioria das nossas dores.
nós não sofremos pelo que já foi vivido, mas sim, pela falta do que nem mesmo aconteceu. nós não sofremos pela morte de alguém pensando no quanto vivemos ao seu lado, mas pelos dias que não passaremos ao seu lado, pelos sorrisos que nós não vimos; nunca parece ter sido tempo suficiente. nós sofremos pelo fim de um relacionamento a partir do momento que pensamos em todos os sonhos que tínhamos juntos e não realizamos, nos beijos que não damos, nos filhos que não tivemos e nas sensações que não presenciamos juntos. nós sofremos ao não conseguir algo que sempre quisemos, mas não pelo sonho em si, e sim ao pensar nas pessoas que não conhecemos, nas coisas que não aprendemos, no que tempo que se foi perdido pensando sobre isso.
o jeito é sonhar menos e viver mais. é não se preocupar só com o resultado final, mas com o que aprendemos nesse caminho, no que realmente aconteceu de bom pra nós nesse meio tempo. não importa se o que aconteceu não foi o que vc realmente sonhou, não foi o esperado. sempre alguma coisa boa dá pra ser tirada dessas situações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário