quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

saga crepúsculo

depois de mais uma tarde lendo de frente pra praia, aqui estou eu. lí midnight sun de novo esses dias e fiquei analisando o comportamento dos personagens... eu sei, é meio fim de carreira eu ler esse livro de novo, ainda mais na praia.. mas sei lá, a história é meio pessoal demais pra mim xD

eu já lí todos os livros da série pelo menos duas vezes cada, então eu fui absorvendo algumas opiniões diferentes... quando eu lí crepúsculo e lua nova pela primeira vez, o que me pareceu foi: noooossa, o edward é o sonho de consumo de qualquer uma e o jake é aquele que chegou pra por um fim em qualquer relacionamento.. e a bella seria a garota de sorte, que conseguiu tudo o que sempre quis.
mas depois de acabar de ler a série e reler os dois primeiros livros, especialmente o lua nova, uma nova certeza me pegou em cheio. tudo bem, tudo bem, muita gente pode falar que essa minha mudança foi causada pelo momento extremamente sem romantismo que eu vivo no momento. não vou negar, o meu momento pessoal me fez capacitada para colocar em palavras o que eu sinto, mas essa minha mudança já tinha acontecido há muito tempo.
edward não é o príncipe encantado que eu julgava que fosse, ele é possessivo. apesar da necessidade de estar perto dela, ele não se apaixonou de verdade pelo bella. ao prestar atenção na leitura de midnight sun, ele se diz completamente apaixonado após ela apenas sussurrar o seu nome enquanto dormia. desde quando esse era um fator tão importante assim que o fez ligado ao amor? e quando ele vai embora em lua nova, como isso pode ser considerado para a proteção de bella? era evidente como ela não poderia se manter segura sozinha. foi egoísmo, foi pensando somente na sua falta de responsabilidade sobre mante-la viva. talvez tenha sido até uma decisão tomada sem pensar, vai saber... como ele poderia achar que ela manteria sua vida como se nunca o tivesse conhecido? ele mudou a sua vida, mudou cada centímetro do que ela achava certo. como abandoná-la poderia parecer certo para alguém que dizia amar tanto? e bella não é nenhuma criança, se ela queria ser transformada, bingo!, ela teria esse direito. nunca mais aparecer, apagar tudo que pudesse ter pertecido à ele não faria que ela o esquecesse... faria com que cada batida do coração doesse mais, faria com que cada noite se tornasse um pesadelo, faria com que cada lugar referente ao amor deles doesse mais que poderia ser possível.
ao mesmo tempo, pobre jacob... ele sim é o que podemos chamar de amor incondissional. eu sei, tem a renesmee no final da história, mas supomos que ela não aparecesse... ele sim era o merecedor do tamanho do amor que a bella sentia. ele esteve ao seu lado em todas as oportunidades que ela precisou, foi seu sol, sua vida. foi o que parecia mais próximo de amor, não possessão.
e bella também não escapa disso... tudo bem, ela se apaixonou pelo edward e blablablá... mas ele a abandonou! quando ela mais precisava, quando tudo que tinha sentido na sua vida era aquele amor, ele fugiu, ele não aguentou aquela responsabilidade toda. ele relevou o amor, a certeza que eles tinham um no outro. como ela foi capaz de olhar quando ele voltou e sentir amor ainda? o jake sim, tinha todas as 'qualificações' possíveis e imagináveis para corresponder àquele amor a altura...

eu sei, eu sou meio insensível.. mas ele brilha no sol, eu não me conformo --'
HUAHSUAHAUAUSUH'

Nenhum comentário:

Postar um comentário