segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

trote não é legal?


Me lembro de ter esperado esse dia há anos. Sonhava com o momento que estufaria o peito e diria com orgulho tudo o que ficou guardado por todo esse tempo. Imaginava o que diria às pessoas que me encarariam nas ruas e o que responderia à quem perguntasse sobre tamanha humilhação.
Mas absolutamente nada nesse mundo me preparou para o tão esperado dia. Mesmo com cola, tinta, pó de café, vinagre, farofa, ovo, glitter, sardinha, óleo, talco e confete, foi o melhor que poderia ter acontecido. E hoje eu posso estufar o peito e gritar bem alto que sim, eu passei.

2 comentários:

  1. Liih*, 'tá certo... Quando fui a bola da vez, deu pancadaria. Uma coisa é festa e farra; outra, tripudiar. Daí, muay-thai nos manés. Beleza, o blogue 'tá funfando!
    Abração, vê se aparece.

    ResponderExcluir