segunda-feira, 10 de outubro de 2011

até que dá saudade



Não me subestime. Nunca. Em nenhum momento.
Sei que essa carinha de boba engana, mas é só fachada. Tem um cérebro por trás. E um orgulho do tamanho de um bonde. Então não me venha com essa história de eu ter me enganado ou de não estar vendo as coisas direito. Tenho um olho clínico muito bom, obrigada. Tenho um bom conhecimento de campo também, modéstia a parte. E uma sensação de inconformidade que supera as expectativas.


Comece - ironicamente - seguindo o conselho de quem deixou de te amar. Cuide de você.
Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário