terça-feira, 6 de dezembro de 2011

'pitchutchuquinha


A questão é: eu amo você. E não é qualquer bobeira de adolescente ou brincadeira de criança.
Eu sonhei com o amor e quando acordei, você estava aqui. Me mostrando o quanto é bom se deixar cuidar e me relembrando o quanto é bom cuidar também. Preciso que saiba que pode contar comigo, que eu estou aqui (às vezes) mais por você do que por mim mesma. E que eu vejo em nós uma química difícil de explicar. Como se os opostos realmente se atraíssem. Como se essas relações pudessem ser cada vez mais fortes e duradouras. Essa é uma boa questão.

'há sempre a pequena chance de o impossível rolar'
Nando Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário