sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

bum, puf, catibum



Eu me emociono sempre. Especialmente nas viradas de ano. Talvez por tudo que já aconteceu nos meus primeiros minutos de cada ano. Ou então pelo conjunto de pessoas comemorando a mesma coisa, ao mesmo tempo.
A verdade é que, a cada ano, eu me vejo chorando como no anterior. Me vejo desejando coisas cada vez mais mirabolantes que as de antes. mas só pra variar um pouco, eu agradeci. Por cada dia do ano que passou, pelas pessoas que ainda estão nos meus dias. E claro, agradeci por você. Não só pelo acaso que nos uniu, mas, principalmente, por cada parcela de força que nós tivemos nesse tempo todo. Por cada motivo que nos faz estar juntos e felizes. Por cada tentativa de superação sobre o que é amar.
E quem sabe, com um pouco de sorte, eu continue recebendo tudo em dobro, com a benção divina. Que cada lágrima misturada a chuva que hoje caiu seja uma libertação. Seja um grama a menos no peso do meu coração. E que continue assim, cada vez mais leve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário