fotologia

E desse jeito estranho, é melhor nem explicar. Porque se eu tentasse, faltariam palavras e para sempre seriam frases vazias. Seriam tentativas em vão de retratar tudo o que ocorreu. As tentativas até hoje não foram bem sucedidas.

Me traz paz. Seja no meio do inferno ou no meio do paraíso. Na chuva, no sol, no barulho e no silêncio.

Não que eu troque o caderninho de panda por alguma outra coisa. Escrever é dar vida a algo que existe - ou não. É por alma e coração no que te faça sentido no momento. Mas a fotografia... Essa me fascina. Escolher um ângulo e focar no que é importante me perturba. Descobrir o que está subentendido em cada foto é um passatempo particular.